NOTA ! Este sítio utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes.

Se não alterar os parâmetros do seu navegador, está de acordo. Saber mais

Compreendo

ArteAzul-Atelier

 

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ver detalhes

Valorização do tempo

Contrariando uma cultura chamada moderna, onde tudo se move em velocidade estonteante, daí advindo algumas vezes um certo descontrolo na criação das coisas - objetos, causas, organização de acontecimentos -, assim como a própria arte executada instantaneamente ou em tempos muito reduzidos - sem colocar em causa, evidentemente, o seu valor reconhecido por muitos artistas conceituados -, têm surgido, nos últimos anos, diversos movimentos tentando contrariar essa celeridade em favor do reconhecimento do tempo que se julga necessário para as realizações nas suas mais variadas formas.

Lembremo-nos do "fast food" e do seu significado: "comida rápida" ou "comida pronta" - expressões genéricas atribuídas a uma preparação rápida e, por isso, servidas num espaço de tempo muito curto. Na atualidade, este modo de comer é muito usado nas gerações mais novas, influenciadas sobretudo pela agressividade do marketing das grandes cadeias internacionais do "fast food". De facto, toda esta rapidez no fazer e no comer impõe-se na dinâmica do lucro através de métodos tecnologicamente avançados de confeção, poupando-se energia, e isso constitui uma mais valia, e também o menor tempo de consumo permitem uma maior rotatividade de consumidores para não falar de produtos facilmente digeríveis de que resulta um retorno rápido ao consumo e consequentes ganhos económicos sem otimizar a qualidade.

Estes métodos consumistas têm vindo a impor-se, manifestando-se, felizmente, uma reação por parte de muitos, dando lugar ao "Slow Made". Nesse sentido, o ArteAzul-Atelier tem vindo a sensibilizar a sua atitude, concluindo através das diversas atividades, nomeadamente na execução das suas obras, que o tempo melhora e frutifica. 

Assim, a reabilitação da importância do tempo despendido para melhor produzir, melhor trabalhar e melhor consumir fez encontrar os movimentos "Slow".

Lançado em França, em 22 de novembro de 2012, pelo "Mobilier National" e pelo "Institut National des Métiers d'Art", o "Slow Made" tem como objetivos a implementação dos seguintes valores: a pesquisa, a técnica, a prática, a transmissão de conhecimento, o registo de propriedade e justiça no preço. O movimento encoraja uma ética responsável do autor e do produtor, incutindo ao consumidor uma parte importante no processo na medida em que opta pelos valores que caracterizam o "Slow Made". A sua vocação é a de sensibilizar, estimular, valorizar os ofícios de criação, como os da arte, da moda, do design, da arquitetura e das artes de jardinagem e perfumaria.

Flûtes

"Flûtes" ao estilo veneziano

Limpa-se a peça com álcool para lhe retirar qualquer gordura existente. Primeiramente, com a ajuda de uma pequena esponja, cobre-se com "frost" prata a superfície exterior do copo e a base, para adquirirem um aspeto ligeiramente opaco e texturado.

Ler mais...

Op Art

Ilusões Óticas na Arte

As ilusões óticas são a característica principal desta arte, a chamada Op Art. Esta expressão é inglesa e significa "Optical Art" ou seja "Arte Ótica". Durante as décadas de 1940 e 1950, a corrente dominante foi o Expressionismo Abstrato, do qual nasceu a Action Painting - forma de pintar improvisada e, por isso, sem necessidade de estudo prévio; abstrata, não obedecendo a regras, em que as tintas eram simplesmente lançadas na tela, muitas vezes colocada na posição horizontal onde o gesto assumia um papel principal e através dele as manchas e cores iam surgindo.

Ler mais...

Aguarela com Técnica do Sal

Sal e Aguarela na seda ou musselina

A técnica do sal aplica-se para pintar tecidos em seda. A peça apresentada neste artigo, no entanto, é de musselina, tecido igualmente fino, mas ligeiramente mais pesado. Mesmo assim, serve perfeitamente para utilizar a técnica do sal, conforme descrevemos. Neste caso, a peça, com dimensões apreciáveis, mais ou menos 180 cm de comprimento por 100 cm de largura, foi colocada no bastidor sem que fosse demasiado esticada.

Ler mais...

Arte Francesa

Arte Francesa: tridimensional em papel

A "arte francesa" é uma técnica das artes decorativas, em papel, que consiste na sobreposição sucessiva de recortes dos vários elementos de estampas iguais e colagem com fita adesiva dupla de determinada espessura ou silicone transparente.

Ler mais...

Carteira de Senhora

Carteira de senhora em feltro

Para dar início à feitura da carteira de senhora em feltro cujo resultado mostramos através da fotografia que apresentamos, idealizou-se e desenhou-se a sua forma, executando depois em papel os diversos moldes dos elementos que compuseram a peça, cosendo-se estes manualmente entre si com ponto de recorte.
Ler mais...

Pergamanos em Quadros

Os pergamanos emoldurados em quadros ou tabuleiros

Os trabalhos com a técnica do papel pergamano resultam bem emoldurados em quadros ou mesmo em tabuleiros, protegidos com vidro, evidentemente.

Ler mais...

Pergamano guarda-sol florido

Patchwork: embutimento

Na senda do patchwork

Ainda na senda do patchwork embutido, vimos realizando neste final de ano de 2016 uma série de presépios para o Natal, três presépios mais concretamente que, apesar da utilização do mesmo desenho resultante de composição e disposição que efetuámos com as figuras principais, os tecidos aplicados no embutimento são, pelo menos alguns, diferentes.

Ler mais...

Casinha em Feltro

Casinha de passarinhos em feltro

A descrição do trabalho que apresentamos na imagem, "Casinha de passarinhos em feltro", confirma pelo menos parte do conteúdo escrito em artigo anterior -, nomeadamente no que se refere à diversidade das cores que podem utilizar-se, numa expressão mais ou menos intensa de coloridos vivos ou de tons pastel, ou ainda a sua mistura, com resultados inovadores de exuberância artística a ressaltarem dos diversos elementos que compõem conjuntos caracterizados especialmente pela suavidade e doçura que transmitem. 

Ler mais...

Pintar Azulejos

Utensílios e materiais

Utensílios e materiais de que nos servimos para a execução de painéis de azulejos, segundo processos tradicionais e artesanais:

 

Ler mais...

O papel utilizado no Découpage

Deve escolher-se um papel de fibras longas

Tal como os instrumentos que se usam no Découpage - referindo-nos à Arte do Découpage na Suiça, concretamente na região do Pays-d’Enhaut -, escolhidos segundo características convenientes para a ‘arte do corte’, também as opções quanto ao papel, elemento essencial, devem ser bem ponderadas para uma boa escolha. Essas opções não serão muitas dado que as regras para essa escolha são muito precisas, segundo aqueles que realizam esta arte - os “découpeurs” e as “découpeuses”.

Ler mais...

Renda de Crochet

Linha matizada em Renda de Crochet

Toalhinhas de pequeno almoço
A imagem mostra o trabalho artesanal de realização decorativa em tecido de linho com linha de croché matizada. Este trabalho poderá, contudo, ser efetuado em outro tecido qualquer.
Ler mais...