NOTA ! Este sítio utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes.

Se não alterar os parâmetros do seu navegador, está de acordo. Saber mais

Compreendo

ArteAzul-Atelier

 

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ver detalhes


Personalidades consideradas importantes, não sendo, algumas, mencionadas nas enciclopédias

Sessão de evocação de Monsenhor Eduardo Sarmento

A Câmara Municipal de Vila Real organiza e a todos convida para assistirem à sessão de evocação de Monsenhor Eduardo Sarmento, a propósito da sua biblioteca particular, fazendo esta parte da Biblioteca Municipal de Vila Real.
A sessão decorrerá no auditório da Biblioteca Municipal, dia 18 de novembro de 2017, sábado, às 16:00 horas, com uma palestra do Padre Manuel Vicente, pároco de Folhadela e Ermida.

Nuno Álvares Pereira da Conceição Nozelos

Nuno Nozelos nasceu em Fradizela (concelho de Mirandela), em 15 de Novembro de 1931. Foram seus pais Manuel António Nozelos e Esperança de Deus Gonçalo, sendo Nuno o primeiro de oito filhos.
Após o ensino primário na própria aldeia de Fradizela, frequentou o ensino dos Salesianos, primeiro em Poiares da Régua, depois em Mogofores e finalmente no Estoril, onde concluiu o curso de Filosofia. Posteriormente frequentou o Instituto Superior de Psicologia Aplicada, em Lisboa. Fez, além disso, diversos cursos de índole profissional, virados para a área jurídico-administrativa e relacionados com a carreira que seguiu no Ministério da Saúde.
Aí começou a trabalhar em 1955, vindo a ocupar o cargo de técnico superior principal, lugar em que se aposentou em 1984.

O Advogado Manuel Verdelho

O advogado Manuel Verdelho é um ilustre colaborador do Notícias de Mirandela. A colaboração do advogado Manuel Verdelho, natural de Vale de Gouvinhas - Mirandela e residente em Chaves, é de qualidade e nela vai espelhando ou retractando uma vasta cultura que possui e no-la vai transmitindo a nós, seus leitores. Mas, nem tudo o que se escreve no Notícias de Mirandela é lido por mim. Leio os textos equilibrados e profundos que me despertam atenção. O advogado Manuel Verdelho é um bom exemplo. Aliás, o apelido Verdelho na nossa região leva-nos logo para Vale de Gouvinhas.

Júlia Rodrigues uma mirandelense deputada à Assembleia da República

Júlia Rodrigues parece talhada para a política, por ser uma lutadora que espalha simpatia e charme. Fui encontrá-la no Palácio da Independência, com o Salão Nobre da Comissão de História Militar literalmente repleto de altas patentes militares, políticos e outras individualidades para assistirem ao lançamento do livro «A Descolonização da Guiné-Bissau e o Movimento dos Capitães», do escritor, investigador e Capitão do 25 de Abril, Jorge Golias.

Participou no 25 de Abril de 1974

Jorge Sales Golias nasceu em 1941, em Mirandela. Cursou a Academia Militar (Exército - Arma de Transmissões) e licenciou-se em Engenharia Electrotécnica no IST.

Maria da Graça, uma mondinense de respeito

Já uma vez, em Março de 2010, escrevi acerca desta minha distinta conterrânea, da diáspora, como eu, o que repito e teimo divulgar: "Não vai gostar, mas como a sei mulher que a quem como ela amar e defender a terra onde ambos nascemos é capaz de perdoar este meu atrevimento, eis-me a revelar o nome daquela "minha conterrânea Mg que para ver e conhecer gente transmontana que em verso ou prosa honre as letras lusas não há igual!", como noticiei no blog Ao sabor do tempo, em post, de 26 de Fevereiro 2010, intitulado "encontro cultural".

Quero «viver apaixonadamente e morrer a tempo»
foi o ideal de felicidade de Bento da Cruz

Convivi com Bento da Cruz na Barragem de Pisões na década de sessenta. Em 30 de Junho de 1962 abandonei o Seminário de Vila Real. E, nos primeiros dias de Julho seguinte, fui ali pedir emprego, recorrendo ao Senhor José Cruz que tinha sido primeiro sargento militar e que vivia maritalmente com minha prima, Maria do Carmo, professora do ensino primário. O seu Pai era conhecido pelo «Tio Vicente Terré», de Codeçoso  que casara para Gralhós, onde a filha nasceu.  Curiosamente veio a ser a professora que preparou para a quarta classe o atual Presidente da Academia de Letras de Trás-os-Montes, António Chaves, que curiosamente foi o maior confidente e biógrafo de Bento da Cruz. 

João Gonçalves Costa

O Monsenhor João Gonçalves Costa, mais conhecido por Monsenhor Costa, nasceu na freguesia de Donões, concelho de Montalegre, em 1917, onde fez a instrução primária. Ainda criança ficou órfão de mãe.

No Seminário de Vila Real, frequentou os cursos de Humanidades, Filosofia e Teologia. Foi ordenado sacerdote aos vinte e seis anos de idade.

Iniciou a vida paroquial em S. Vicente da Chã e depois nas paróquias de Tourém e Pitões das Júnias - Montalegre. De seguida, foi chamado para o Seminário de Vila Real. Aí lecionou diversas disciplinas e teve a seu cargo a difícil tarefa de Ecónomo do Seminário.

Quando da criação da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, foi nomeado seu pároco. Começou do nada e quando em 1996, já cansado, a deixou, as diversas estruturas estavam lançadas e com fortes apoios. Foi excelente investigador e escritor.

Faleceu a 30 de Outubro de 2006.

Em tardes de Março

Março é tempo de rebentos e o fruto é uma metáfora

Ler mais...

Exijo uma Pátria que me mereça

Não tenho culpa de ter nascido em Portugal

"Não tenho culpa de ter nascido em Portugal, e exijo uma pátria que me mereça..."

Artes e Ofícios

Conferência Internacional sobre Artes e Ofícios

As profissões artísticas, o artesanato, as artes decorativas são temas tratados pelo "Institut National des Métiers d’Art" de Paris, em parceria com "Les Arts Décoratifs" e o apoio da fabricante de relógios "Vacheron Constantin", em encontros bianuais levando a cabo conferências internacionais que têm como objetivos a discussão sobre a evolução das artes e ofícios e o seu lugar na sociedade segundo os pontos de vista histórico, sócio-económico, cultural e prospetivo.

Ler mais...