NOTA ! Este sítio utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes.

Se não alterar os parâmetros do seu navegador, está de acordo. Saber mais

Compreendo

ArteAzul-Atelier

 

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ver detalhes

Decoração com folha de ouro de imitação

Aplicação de folha de ouro e “envelhecimento”

Dentro do tema das artes decorativas e quando se trata de embelezamento de alguns objetos, a aplicação da folha de ouro é um modo eficaz de alcançar aquele objetivo, principalmente quando se combina com técnicas de “envelhecimento”, transmitindo severos contrastes entre o brilho característico do colorido áureo e os escuros do betume judaico a que se adiciona óleo de linho e essência de terebintina.
Evidentemente que a peça a decorar se valorizará com a utilização de folha de ouro verdadeira, genuína. No entanto, no que diz respeito à qualidade visual, o efeito será praticamente o mesmo com o emprego da folha de ouro de imitação, também conhecida, quanto a nós indevidamente, por folha de ouro falsa. De facto, a palavra “falsa” é transmissora de falta de autenticidade ou mesmo de deslealdade, mentira. É comum na decoração de objetos vulgares, em princípio de reduzido valor, aplicar-se apenas a folha de ouro de imitação, após a preparação com mordente, para o processo de douramento – ação de dourar –, a que pode chamar-se também douração.
Em resumo, a um preço muito mais acessível, a folha de ouro de imitação produz praticamente o mesmo efeito da folha de ouro autêntica e serve bem a intenção de imprimir uma aparência que deslumbra o observador desde que bem harmonizada com partes escurecidas, realçando tridimensionalidades.
A imagem mostra parte de um conjunto de molduras de resina de poliuretano, decoradas com folha de ouro de imitação e sujeita a processo de "envelhecimento". Uma fotografia de maior tamanho do conjunto mais completo encontra-se exposta nas Galerias - Outras Artes / Mélanges décoratifs.

Uma agulha de Arraiolos

Agulha: instrumento simples e eficaz

Uma agulha de Arraiolos é um instrumento simples mas eficaz para a execução das nossas tapeçarias. Para nós, é a agulha, depois do tear, o instrumento mais importante para tecer. Podemos também tecer, utilizando apenas as mãos. Para determinados nós, não necessitamos da agulha; por exemplo, os tufos como o representado na imagem são elaborados sem agulha.

Ler mais...

Caixa decorada com guardanapo

Caixa de madeira decorada com recortes de guardanapo

Um dos objetos apropriados e mais apreciados para utilizar a técnica de guardanapo é uma caixa de madeira. Esta pode facilmente ser transformada num elemento decorativo e também num objeto de utilidade, como por exemplo um atraente guarda-jóias. Na escolha de uma caixa, devemos certificar-nos se a tampa não é demasiado justa, pois com as sucessivas camadas de verniz que são exigidas nesta técnica o volume aumenta, impedindo o seu fecho.

Ler mais...

Pregadeiras com feltros

Pregadeiras ou alfinetes com feltros

Pregadeiras são adornos com alfinetes para prender como enfeite na roupa – elementos decorativos muito interessantes em que na sua realização podem juntar-se para além dos feltros, pequeninas pérolas, laços de seda, flores em diversos materiais inclusivamente de feltro e outros.

Ler mais...

Fitas de tecido

Pintura em fitas de tecido

Para pintar em qualquer tipo de tecido (algodão, linho, cetim - no caso da seda o processo e as tintas a aplicar são diferentes), é necessário, em primeiro lugar, lavá-lo para lhe ser retirada a goma. Antes de proceder à pintura, torna-se necessário fixar o tecido num platex com "cola permanente", assim chamada esta cola especial para este efeito.

Ler mais...

Pergamano guarda-sol florido

A seda

A seda, antigamente, era simplesmente colorida

A suavidade do toque e o brilho da seda têm, ao longo dos tempos, talvez desde há mais de 3500 anos, cativado mulheres e homens. A sua procura e respetiva comercialização levaram ao aparecimento de rotas terrestres e marítimas, como por exemplo do Japão ao Mediterrâneo. Inicialmente, a seda era simplesmente colorida, surgindo as primeiras técnicas na China e na Índia.

Ler mais...

Casinha de Natal

Casinha de Natal com cascas de pinheiro

Apresentámos já uma casinha de Natal executada a partir de uma caixa de cartão à qual colámos nas suas superfícies escamas de pinhas. A imagem ao lado representa uma casinha semelhante com o mesmo processo de execução. Desta vez colaram-se pequenas cascas de pinheiro de um modo um tanto ou quanto irregular imprimindo à peça características de maior rusticidade.

Ler mais...

Pintura por Camadas

Técnica do esfumado

A pintura por camadas não pode ser efetuada  espontânea e rapidamente através de uma técnica mais apropriada para quem pretende transmitir uma emoção imediata ou a impressão do momento. Este modo de pintar é impróprio para obras que exigem precisão nos detalhes e acabamentos. Neste caso, o artista deve recorrer à pintura por camadas e por etapas, executada em várias sessões, o que lhe permite trabalhar os pormenores sobre uma base de tinta já seca.

Ler mais...

A "Arte da Fibra"

Tapeçaria ou "arte da fibra"

A tapeçaria ou "a arte da fibra", como hoje é conhecida, é a vertente artística que mostra as relações entre a tradição e as tendências mais modernas dos nossos dias. Até à década de 1960 o método era a reprodução artesanal de motivos criados pelo artista pintor. A partir daí foram introduzidos novos métodos de pensamento e de experiência e notou-se um envolvimento do próprio autor na criação da tapeçaria.

Ler mais...

Tecelagem

Tecelagem, tecidos, malhas

A tecelagem é o processo de fabricação dos tecidos, utilizando-se técnicas que, basicamente, consistem no entrelaçamento de fios como os de lã ou seda ou ainda sintéticos, entrecruzando-se por exemplo fios horizontais – a chamada trama – num conjunto de fios verticais – a teia. Ou seja: A teia é a estrutura base que consiste num sistema de fios que serve de suporte à passagem do fio que se vai entrelaçando naquele sistema de fios.

Ler mais...

Presépio em patchwork

Construção de um presépio com a técnica patchwork

Na época natalícia a inspiração acontece de um modo natural, pelo acontecimento, a celebração do nascimento de Jesus e a festa da família. Deste modo, os ambientes das nossas casas tornam-se calorosamente luminosos e as cores sobressaem vistosas e alegres. As compras de objetos e arranjos florais tornaram-se um hábito e é neste sentido que incentivamos a uma certa criatividade e simplicidade, metendo as mãos na massa, realizando, ou pelo menos contribuindo para a construção de uma boa decoração interior, singela mas carregada de significado, efetuando, porque não, uma ou outra obra de trabalhos manuais, exercitando e dando lugar à capacidade artística.

Ler mais...

Tinta a Óleo

Preparação artesanal

Até ao século XIX, a fabricação e preparação da tinta fazia parte das atividades artísticas do pintor e dos seus aprendizes. Ao lado do compartimento onde eram executadas as obras, havia outro onde as tintas eram preparadas. Existiam aqui frascos com azeites e óleos, resinas e essências, saquinhos de pano com terras de diferentes cores, recipientes com cores já preparadas, pincéis, pedaços de pano para limpezas, etc. Era neste lugar onde o aprendiz de pintor passava uma boa parte do tempo, ajudando nos trabalhos de feitura das tintas.

Ler mais...