NOTA ! Este sítio utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes.

Se não alterar os parâmetros do seu navegador, está de acordo. Saber mais

Compreendo

ArteAzul-Atelier

 

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ver detalhes

Natal
  - decorações de Natal

Feltros nas Decorações de Natal

Na vertente decorativa, continuam as tarefas de realização de alguns trabalhos levados a cabo com feltros de cores muito variadas com diversas aplicações.

Casinha de Natal com pinhas

A casinha da imagem foi feita a partir do aproveitamento de uma caixa de cartão, revestida de pinhas, mais concretamente - das escamas das pinhas -, através de colagem (cola quente) e paus de canela a contornar as janelas. No telhado aplicou-se uma camada de algodão.

Laranjas decorativas perfumadas

O cravinho-da-índia é uma árvore com origem nas ilhas Molucas, na Indonésia, hoje cultivada noutras regiões do mundo. A flor do cravinho, seca, tem sido utilizada como especiaria desde a antiguidade. O cravinho-da-índia pode servir como elemento decorativo associado à sua qualidade aromática.

Casinha de Natal com cascas de pinheiro

Apresentámos já uma casinha de Natal executada a partir de uma caixa de cartão à qual colámos nas suas superfícies escamas de pinhas. A imagem ao lado representa uma casinha semelhante com o mesmo processo de execução. Desta vez colaram-se pequenas cascas de pinheiro de um modo um tanto ou quanto irregular imprimindo à peça características de maior rusticidade.

Pinheiro de Natal com pinhas

Tal como a Casinha de Natal em que se utilizou a técnica de colagem das escamas das pinhas, o mesmo se poderá fazer na decoração de outros objetos. Este aqui apresentado pela imagem - um pinheiro de Natal -, resultou da utilização da mesma técnica, ou seja, uma a uma, foram as escamas previamente retiradas das pinhas com auxílio de um alicate, procedendo-se depois à sua colagem numa superfície cónica.

Decoração de Velas para o Natal

As velas são objetos valiosos e muito expressivos na decoração de interiores, principalmente no período final de cada ano com a celebração do Natal. As velas são sinal de luz orientadora, de amor fraterno e bem estar familiar. Juntando-as a outros elementos decorativos, podem obter-se verdadeiras composições e arranjos artísticos, utilizando os tons fortes complementados pelas nuances subtis das cores mais serenas.

Composições "Arranjos de Natal"

Em decorações de espaços interiores, por exemplo numa sala principal onde decorrem anualmente as festas alusivas à quadra de Natal, servem muitas vezes os centros de mesa ou jarrões como suporte a Arranjos de Natal elaborados com materiais diversos, juntando peças já usadas em anos anteriores ou peças novas, umas e outras com cores fortes e quentes como é o caso dos tons vermelhos associados às cores complementares dos tons verdes, resultando daí composições extremamente expressivas e contrastantes de modo a simbolizar a força e o calor humanos que nestas alturas devem prevalecer nos ambientes familiares.

Teoria das Cores

Cores primárias

São três as cores primárias: o vermelho, o amarelo e o azul. Misturadas duas a duas, essas cores dão origem a outras três - as cores secundárias: o laranja (mistura do vermelho com o amarelo), o verde (mistura do amarelo com o azul) e o violeta (mistura do vermelho com o azul). Naturalmente, cada uma dessas combinações depende da proporção das cores primárias usadas: por exemplo, acrescentando muito amarelo e um pouco de azul, teremos um verde mais amarelado. Finalmente, se misturarmos entre si as cores primárias e as secundárias, obteremos as cores terciárias, em geral as mais frequentes na natureza: vermelho-laranja, amarelo-verde e azul-violeta.

Ler mais...

Imitação de Madrepérola

Exemplificação do efeito Madrepérola

Para exemplificar a imitação de madrepérola, servimo-nos de uma pequena caixa de madeira cuja tampa foi decorada usando essa técnica. Em primeiro lugar, pintou-se a tampa com tinta branca. Aplicou-se depois uma camada de cola branca e alisou-se.

Ler mais...

Pintura por Camadas

Técnica do esfumado

A pintura por camadas não pode ser efetuada  espontânea e rapidamente através de uma técnica mais apropriada para quem pretende transmitir uma emoção imediata ou a impressão do momento. Este modo de pintar é impróprio para obras que exigem precisão nos detalhes e acabamentos. Neste caso, o artista deve recorrer à pintura por camadas e por etapas, executada em várias sessões, o que lhe permite trabalhar os pormenores sobre uma base de tinta já seca.

Ler mais...

Carteirinha

Carteirinha de senhora

O Atelier tem vindo a realizar uma série de pequenas bolsinhas em croché de dimensões reduzidas, mais ou menos 11cm X 6cm X 6cm. Apresenta-se agora uma peça ligeiramente maior, 27cm X 15cm X 10cm, uma pequena carteira, utilizando-se do mesmo modo a técnica de croché.

Ler mais...

Batik

Batik com pingos de cera e tintas para tecido

O Batik é uma técnica muito antiga que pode aplicar-se em túnicas, vestidos, lenços, roupas de cama e de mesa, etc. Lave-se previamente o tecido a pintar para retirar a goma e coloque-se esticado em cima de uma mesa. De uma vela acesa deixem-se cair pingos de cera em algumas partes do tecido que se vai inclinando para que escorra.

Ler mais...

Patchwork: embutimento

Na senda do patchwork

Ainda na senda do patchwork embutido, vimos realizando neste final de ano de 2016 uma série de presépios para o Natal, três presépios mais concretamente que, apesar da utilização do mesmo desenho resultante de composição e disposição que efetuámos com as figuras principais, os tecidos aplicados no embutimento são, pelo menos alguns, diferentes.

Ler mais...

Compoteira de Vidro

Execução no interior da peça

Neste caso, a técnica de decoração é executada pelo lado interior da peça. Inicia-se limpando muito bem com álcool. Com o "glitter" dourado, fazem-se arabescos a gosto e deixa-se secar.

Seguidamente, utilizando a pasta de cristal, espalha-se esta em todo o interior com a ajuda de uma pequena trincha. Deixa-se secar durante vinte e quatro horas.

Ler mais...

Jornadas Europeias dos Ofícios de Arte

10ª Edição das Jornadas Europeias dos Ofícios de Arte
1, 2 e 3 de Abril de 2016

Ofícios de Arte - Gestos de Amanhã (o manifesto de uma cultura em marcha)

O futuro está no «fazer» - o futuro nas nossas mãos – construamo-lo em conjunto com os ofícios de arte: esta é a mensagem a retirar da 10ª edição das Jornadas Europeias dos Ofícios de Arte.

Ler mais...

Découpage: Tradição Suiça

A importância do Découpage no Pays-d'Enhaut - Suisse

"Découper" é uma palavra da língua francesa que significa "recortar". Recortar é o mesmo que cortar uma figura pelos contornos para a separar do fundo. "Découpage" é uma palavra usada não só na língua francesa de que faz parte mas também por outras línguas, nomeadamente as línguas portuguesa e espanhola. Assim, quando se trata de artes decorativas e desta técnica em particular, a palavra "Découpage" está associada ao recorte que se faz em papel.

Ler mais...