NOTA ! Este sítio utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes.

Se não alterar os parâmetros do seu navegador, está de acordo. Saber mais

Compreendo

ArteAzul-Atelier

 

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Ver detalhes

Estanho
  - gravura sobre folha de estanho

Garrafão decorado com folha de estanho

O garrafão da imagem, em vidro fino de cor verde foi encontrado numa velha adega. A peça era inicialmente protegida por cuidadoso empalhamento entre a parede do vidro e o acabamento exterior em vime entrelaçado pelo processo artesanal usado na cestaria. Esta peça antiga com capacidade de mais ou menos dez litros terá no mínimo oitenta anos e era usada para guardar vinho. Tem de altura 45 cm, de largura na parte bojuda 30 cm e a parte mais estreita - o gargalo - 5 cm.

Transposição do desenho para a folha de estanho

Para projetar uma gravura sobre uma folha  de estanho, é necessário antes de tudo o mais fazer uma escolha criteriosa do desenho e das suas dimensões relativamente à superfície em que vamos trabalhar. Poder-se-á transmitir na obra a executar a originalidade do artista, efetuanto um desenho da sua autoria ou fazendo uma composição através da junção de porções de outros desenhos, ou, então, poderá servir-se de esquemas já fabricados, facilmente encontrados em revistas da especialidade, ou pode ainda ser considerada a hipótese de partir de desenhos vários, por exemplo esquemas apropriados para bordados mas que para este efeito - a gravura sobre folha de estanho - poderão servir muito bem.

Instrumentos de trabalho

Usando o corte e repuxados em diversos modos, tomando partido da sua maleabilidade, a folha de estanho é um material importantíssimo nas artes decorativas artesanais, podendo-se mesmo classificá-lo como nobre, impondo-se nos trabalhos e obras realizadas com características de singularidade apreciáveis.

Maleabilidade e brilho

A folha de estanho é um bom material para a execução dos mais variados trabalhos artesanais. As suas características como por exemplo a relativa dureza, a maleabilidade e o brilho constituem facilidades e vantagens em relação a outros materiais, pois facilitam o seu manuseamento e o desenrolar do trabalho, resultando em obras de qualidade sem a necessidade de grandes esforços e de utensílios complexos. A folha de estanho é perfeitamente adequada às mãos dos principiantes pela simplicidade das técnicas usadas na realização de obras não muito complicadas.

Técnica Richelieu

Este tabuleiro foi executado com um trabalho minucioso em folha de estanho, aplicando a técnica do richelieu. Depois de passar o desenho do papel vegetal para o lado avesso do estanho com um buril de ponta fina, esse desenho é novamente marcado, agora sem o papel vegetal, de modo que as linhas fiquem bem visíveis pelo lado direito e, por sua vez, com um determinado relevo.

Tela com técnica mista estanho/guardanapo

Pinta-se uma tela de caixa alta com acrílicos ou óleos de acordo com as cores do guardanapo escolhido para este trabalho.

Cortam-se alguns motivos do guardanapo, retirando-se as duas partes de papel que não está imprimido e colam-se num pedaço de folha de estanho. Deixar secar.

Técnica passo a passo

Como é evidente, qualquer técnica de artes decorativas artesanais poderá, na sua efetivação e na execução de trabalhos, seguir determinados passos sem que estes sejam exatamente os mesmos para qualquer artista. Aqui deixamos os seguintes que, entendemos, serão um guia simples para levar a cabo uma obra de gravura sobre folha de estanho:

Hiper-Realismo

Hiper-Realismo: formas realistas de arte

Da mesma forma que a Pop Art, o Hiper-Realismo significa uma tendência contra a abstração e a intelectualização na pintura. Surgido na Califórnia e em Nova York, nos finais da década de 1960, o movimento foi imediatamente aceite. Ao contrário de outras correntes de vanguarda, alcançou grande sucesso, inclusivamente na Europa, onde encontrou muitos seguidores, principalmente entre os adeptos das formas realistas de arte.

Ler mais...

Patchwork Embutido

Retalhos de tecido e utilização de um suporte especial

Com a utilização de retalhos de tecido, à partida parecendo não servirem para nada, ou então recortes feitos de propósito obedecendo a um projeto para um trabalho artístico mais elaborado, poderão encontrar-se belos motivos e obras em tecido maravilhosas e cheias de brilho para decorar. 

Ler mais...

Conjunto Shabby Chic

Utilidade e decoração

Caixinha, frasquinho de perfume, candeeiro com abajur, quadro, pequeno espelho.

Todas as peças foram executadas segundo o estilo Shabby Chic, usando-se cores brancas e cores pastel (exemplo rosa). Foram aplicadas rendas, pérolas, galões, flores de tecido e fitas de seda, conseguindo-se, deste modo, o estilo romântico característico do Shabby Chic.

Ler mais...

Tintas

Mistura de Tintas

Para reproduzir as cores da natureza e dos objectos é necessário um exercício constante de observação atenta e mistura de tintas. Para este exercício podem usar-se, pelo menos, as cores branco de zinco, amarelo de cádmio, vermelho vivo, verde esmeralda e azul cobalto. Escolha-se um modelo com uma determinada cor. Distribuam-se na paleta as cinco tonalidades referidas, consideradas básicas.

Ler mais...

A seda

A seda, antigamente, era simplesmente colorida

A suavidade do toque e o brilho da seda têm, ao longo dos tempos, talvez desde há mais de 3500 anos, cativado mulheres e homens. A sua procura e respetiva comercialização levaram ao aparecimento de rotas terrestres e marítimas, como por exemplo do Japão ao Mediterrâneo. Inicialmente, a seda era simplesmente colorida, surgindo as primeiras técnicas na China e na Índia.

Ler mais...

Trabalhos Novos em Feltro

Novos Feltros : Outras Artes

Na rubrica ' Outras Artes ' das ' Galerias ' do ArteAzul-Atelier foram inseridas novas imagens de trabalhos recentes efetuados em feltro. Os tons de cor são diversos sendo predominantes os rosas.

Ler mais...

Materiais e Utensílios para Pintura a Óleo

Telas, Pincéis e Espátulas

Para além do espaço - o atelier - que deve ser tranquilo e com bastante luminosidade, podendo ser substituído por um canto do quarto ou sala, perto de uma janela; quem se inicia na Pintura a Óleo deve ter em conta a aquisição de alguns materiais e utensílios: um cavalete, telas prontas para serem utilizadas, pincéis, uma paleta, tinta a óleo, essência de terebintina, um pano e uma mesa.

Ler mais...

Natureza-morta

Conjunto de seres inanimados

Incluímos este artigo "Natureza-morta" na rubrica "Pintura a Óleo" como poderia inserir-se em qualquer outra técnica de pintura. O facto é que a Natureza-morta é um bom tema para qualquer iniciado na pintura, nomeadamente na pintura a óleo.

Ler mais...

Pedra Facetada

"Pedra Facetada" na decoração de superfícies

Esta arte decorativa pode ser aplicada em madeira com superfície plana. Neste caso, tal como mostra a imagem, a tampa de uma caixa de dimensões reduzidas serviu para a demonstração desta técnica. Iniciou-se o trabalho com uma demão de base para artesanato do tipo gesso acrílico, aguardando-se depois a secagem - entre uma a duas horas, dependendo da temperatura ambiente e da quantidade de produto aplicada.

Ler mais...